Página:A campanha de Canudos.pdf/41

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
a campanha de canudos
37

o numero de feridos que tiveram e dos que foram morrer pela estrada, ou dentro de catingas. As nossas perdas foram aliás insignificantes quanto ao numero, sendo, porém, dolorosamente sensiveis e lamentáveis, por terem sido vietimados pelas balas dos bandidos o distincto e temerário alferes Carlos Augusto Coelho dos Santos, o bom e destemido segundo sargento Hemeterio Pereira dos Santos Bahia, os valorosos cabo de esquadra Manoel Francisco de Souza, anspeçada Antonio Joaquim do Bomfim, soldados Herculano Ferreira de Araújo, Victorino José dos Santos e João Chrysostomo de Abreu, além do já mencionado Bacellar, que foi degollado no começo da acção, tendo sido assim a primeira victima. Ficaram feridos: gravemente — cabos de esquadra Cesario João dos Santos, Manoel Antonio do Nas­ cimento, Pedro Leão Mendes de Aguiar, anspeçadas Tiburtino de Oliveira Lima, Pacifico Severiano da Silva, José Maria Gomes, Minervino Bello da Cruz, soldados José Antonio Moreira, Casemiro de Freitas Passos, João Ferreira de Pinho e Virgilio Ma­noel dos Reis; levemente — cabos de esquadra Athanazio Felix de Sant’Anna e Salustiano Alves de Oliveira, anspeçadas — João Evangelista de Lima e Raphael Pereira Cardoso, soldados — Antonio Bispo de Oliveira e Feliciano José dos Santos. Falleceram, tambem na luta, os paisanos Pedro Francisco de Moraes e seu filho João Baptista de Moraes, que nos serviam de guias, e que se portaram com galhardia na occasião do combate, juntando-se á força e enfrentando os bandidos. Eram ambos casados e deixaram familia sem recursos. Perdemos, por­ tanto, um ofílcial, um inferior, um cabo de esquadra, um anspeçada o quatro soldados, que com os dois paisanos guias dão um total de dez homens mortos no referido combate. Me cumpra ainda notar que alguns casos de morte se deram por excessos de bravura, praticados pelas victimas que se expunham sem necessidade ás balas do inimigo. Os cadaveres do official e das praças foram cuidadosamente sepultados na capella do arraial, os dos bandidos ficaram insepultos por não dispormos de tempo, de pessoal, nem dos instrumentos nesessarios para o enterramento delles. Fomos forçados a retirar para o Joaseiro, na tarde do mesmo dia do combate, não só para evitar o mal que