Página:A campanha de Canudos.pdf/92

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
88
a campanha de canudos

do-se grave conflicto, o coronel foi gravemente ferido a tiros de revólver, e pouco depois exhalava o derradeiro suspiro.

A tranquillidade publica, nesses dias nefastos, esteve profun­damente alterada. A população inteira sentiu um máu estar indefinivel. O proprio ministro da justiça se viu forçado a descer á rua, afim de conter com sua presença os perturbadores da ordem. Não faltou mesmo quem attribuisse ao elemento militar grande co-participação nos excessos commettidos. Dahi resultou — que o ministério da guerra e a repartição de ajudante general do exercito expedissem, aquelle uma ordem do dia, e este um aviso aos directores das escolas Superior de guerra, Militar, e Pratica, da Capital Federal, com referencia ao assumpto, que então absorvia todas as attenções.

O segundo desses documentos declarava:

«Que se tornando indispensável garantir a ordem e a tranquillidade, e para que não parecesse — que a presença de militares nas ruas era um incentivo e acoroçoamento para arruaças, e scenas de violencia praticadas por indivíduos, que exploravam os sentimentos de magua da população, os commandantes dos corpos da respoctiva guarnição fizessem recolher a quartéis todos os officiaes effectivos e addidos aos mesmos, devendo os que se achavam com licença e em tratamento apresentar-se ao quartel-general. Que ao official de dia à praça competia, como aos seus auxiliares, fazer recolher presos os officiaes e praças, que recalcitrassem em cumprir a ordem assim dada. »

A seu turno, o ministro da guerra— invocando as mesmas razões — mandava que os directores das referidas escolas mendassem aos seus alumnos evitassem o mais possivel seu comparecimento ás ruas, com o que dariam elles nova prova de sua correcção e patriotismo tão sobejamente experimentados.

Graças ás medidas do Governo, e ao bom senso da popu­lação em geral, no dia 11 a calma tinha voltado a todos os es­píritos, dando logar a que se apreciassem com imparcialidade os factos occorridos.

E se comprehendeu, desde logo, que outras eram as mani­festações cabíveis no momento. Os jornaes cobrindo-se de luto,