Página:A escravidão dos negros.pdf/23

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


EPISTOLA DEDICATORIA


AOS NEGROS ESCRAVOS


     Meus amigos,


     Ainda que de côr diversa da vossa, sempre vos considerei como meus irmãos, A natureza vos fórmou para ter o mesmo espirito, a mesma razão e as mesmas virtudes que os brancos. E notai que me refiro aqui sómente aos da Europa; pois, quanto aos das colonias, não vos faço a injuria de comparal-os comvosco. Sei quantas vezes vossa fidelidade, vossa probidade, vossa coragem teem feito corar vossos senhores. Si se tratasse d'encontrar um homem nas ilhas da America, não seria por certo entre os individuas de côr branca que o encontrariam.

     Vosso voto não dá cargos nas coionlas, vossa protecção não serve para obterem-se pensões, não tendes com que assalariar advogados; - não é, pois, de admirar que vossos senhores encontrem mais quem se deshonre defendendo a causa d'elles, do que vós quem se queira honrar com a deffeza da vossa.

     Paizes ha, até, em que quem quizesse escrever em vosso favar não teria para isso liberdade.