Página:A escravidão dos negros.pdf/27

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


PRIMEIRA PARTE


I


Da injustiça da escravidão dos negros, considerada relativamente aos senhores.

     Reduzir um homem ã escravidão, comprai-o, vendel-o, sujeital-o ao captiveiro, — são verdadeiros crimes, e crimes peiores que o roubo; pois, despoja·se o escravo, não só de toda e qualquer propriedade movel ou immovel, mas ainda da faculdade de adqueril-as, da propriedade de seu tempo e de suas forças, de tudo emfim com que dotou-o a natureza para conservação da vida e satisfação das necessidades. E a tudo isto accrescenta-se ainda a injustiça de privar o escravo do direito de dispôr de sua pessôa.

     De duas uma;- õu não ha moral, ou é preciso acceitar como um principio que o crime será sempre um crime, muito embora a opinião o não estigmatise e a lei do paiz o tolere; porquanto, a opinião nem a lei pódem alterar a