Página:A escravidão dos negros.pdf/99

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
CONDORCET
95

do cléro, para o que tinha direito; — ¿não sahiriam, por ventura, taes blasphemias dos labios de um philosopho?

     Pelo menos, foi o que ouvi dizer por muitos individuos de habitos pretos em muitas antecamaras durante minha ultima estada em França.

     Na verdade, porém, é preciso, que os que concordam em attribuir aos philosophos taes atrocidades, tenham formado a respeito da philosophia uma idéa bem abominavel.