Página:Americanas.pdf/34

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
20
AMERICANAS


Tu perduras, tu vales, tu confortas.
Neste sonho iriado de outros sonhos,
Varios como as feições da natureza,
Nesta confusa agitação da vida,
Que alma transpõe a derradeira edade
Farta de algumas passageiras glorias?
Torvo é o ar do sepulchro; alli não viçam
Essas cansadas rosas da existencia
Que ás vezes tantas lagrymas nos custam,
E tantas mais antes do occaso expiram.
Flor do Evangelho, nuncia de alvos dias,
Esperança christã, não te ha murchado
O vento arido e sêcco; és tu viçosa
Quando as da terra languidas inclinam
O seio, e a vida lentamente exhalam.
Ésta a consolação última e doce
Da espôsa indiana foi. Captiva ou morta,
Antevia a celeste recompensa
Que aos humildes reserva a mão do Eterno.
Naquelle rude coração das brenhas
A semente evangelica brotára