Página:Ao correr da pena.djvu/181

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Mas, como eu não possuo ações da companhia do gás, há de permitir que tome uma nota nos meus apontamentos: "iluminação à gás, ainda não satisfatória e muito cara".

— Porém...

— É negócio decidido: que mais temos?

— A Rua do Cano.

— Isto é, o projeto da Rua do Cano.

— Eu não tenho culpa que o tempo não me chegasse para leva-lo a efeito.

— Mas tem culpa de haver demorado perto de quatro meses a incorporação da companhia; durante este tempo, se o senhor não se andasse divertido com questões de prerrogativas municipais, podia ter ao menos dado começo àquela obra importante.

— De maneira que o senhor não me concede nem a Rua do Cano?

— Concedo-lhe o projeto, e nada mais: a idéia creio que foi de 53.

— Pois bem, passemos agora a uma outra ordem de coisas. Fui eu que iniciei na Câmara dos Deputados diversos projetos importantes; que efetuei a reforma da instrução pública e reorganizei a Academia das Belas-Artes. Parece-me que esses fatos são títulos à estima pública.

— Certamente, sou o primeiro a confessar; é verdade que eu tenho minhas dúvidas sobre alguns desses melhoramentos; mas isto são coisas que eu tratarei de deslindar com o seu sucessor, que amanhã deve-se mandar o seu bilhete de faire part.

— É preciso não esquecer as condecorações do dia dois...

— O quê? O senhor toma-me por algum oficial da secretaria do Império?

— Como! O senhor mesmo já não me elogiou por ter tido a idéia deste fato?

— Está enganado; elogiei-o por ter cumprido o legado dos cinco anos passados; e, de mais, isto é uma coisa que