Página:Ao correr da pena.djvu/284

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


LEMBRANÇAS

1.º -Encomendar um fraque de cor no Dagnan, e visitar os ministros.

2.º -Projeto para que se trate seriamente de providenciar a respeito do papel existente no mercado, a fim de que não se sinta falta com o consumo feito em regulamentos.

3.º -Proposta para que se autorize o governo a confeccionar um regimento de custas para a Câmara dos Deputados, com o fim de estimular o trabalho e fazer com que se abra a assembléia no dia marcado.

Pouco depois do representante, passou um folhetinista dando o braço a um personagem importante.

— Então como é isso? Dizia o personagem; desvaneceu-se a nuvem negra? Não há mais oposição?

— Não; tudo isto acabou.

— Ora, senhor...

— De que se admira, meu amigo?

— Pois esses homens que gritavam tanto...

— Ouviram a missa do Espírito Santo, meu caro.

— E então?...

— Ficaram inspirados.

— Ah! Intendo, como diz o Gentile.

— Por falar nisto, retrucou o folhetinista, lembra-se que na ocasião da abertura da assembléia, a música tocava a ária de tenor do 4.º ato do Trovador: Madre infelice, corro a salvarti !....

— Seria uma alusão?

— Não sei, meu amigo; mas a época é de calembures e trocadilhos..

Enganei-me: é um correio de ministro vestido em grande uniforme.