Página:As relações luso-brasileiras.pdf/109

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
107

Os Estados-Unidos e a Gran-Bretanha cada vez se ligaram mais intimamente e a ifluencia que, sobre esta, exerce aquella nação é tal que fora loucura negal-a.

A propria crise dos lord que vem a ser senão o surto a opinião democratica yankee dentro da democracia inglesa, socialmente congénere da americana?

Que querem os liberaes, os radicaes, os socialistas do Labour Party[1] e todos os que acompanham Asquith, senão realizar a idéa americana do senado electivo e fazer prevalecer, no tocante a iniciativa orçamentaria e tributaria, a doutrina que determinou a independencia dos Estados Unidos?[2]

E tamanha é a influencia yankee na vida inglesa que homens da estatura de William Stead e de Westlake ja falaram na americanização da Gran-Bretanha…

Não é, porém, isolado o facto. A rapida democratização italiana que os nossos liberaes das duzias at-


  1. Aos que se assustam com as divergencias de lingua entre Portugal e Brasil, vem a proposito lembrar que os yankees escrevem labor, honor, etc., e não labour, honour etc. E ha muitas mais.. É o caso do argueiro no olho do visinho.
  2. A declaração do Congresso das Nove Colonias, reunido em Nova-York, em 1765, já frisára, na sua declaração, que Story julha o melhor summario dos direitos e liberdades reclamados pelas então colonias inglesas, esta doutrina: «Nenhuma taxa lhes poderá jamais ser imposta constitucionalmente a não ser pelas suas respectivas legislaturas.» — Story, «Commentarios», § 190.


    E a declaração de direitos do Congresso Colonial de 1774 repetiu o preceito na sua 4.ª resolução, em que diz, ademais, que a base da liberdade e de todo o governo livre esta no direito do povo fazer as suas leis. A mesma declaração, na resolução 10.ª, já se insurgia contra conselhos legislativos nomeados a vontade da corôa: taxava-os de inconstitucionaes.


    Vé-se que o anglo-saxonio, apesar de não haver, hoje na Inglaterra nem, portanto, em 1765 nas suas colonias, constituição escripta, fez sempre questão da constitucionalidade. Os liberaes ingleses dos nossos dias saem aos seus avós.