Página:As relações luso-brasileiras.pdf/60

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
58

o methodo o permitte, o systema das causas ou forças de que taes phenomenos são resultantes…[1].

Não ha que negar a conclusão: a estatistica é o unico processo logico de estudo dos phenomenos sociaes, pondéra Rameri.[2]

O Brasil está, portanto, deante de varios paizes, como productor que precisa de escoadouros para os seus artigos. O que tem de medir, não nos illudamos com devaneios romanticos, é a capacidade acquisitiva, que ha nesses paizes, para os seus productos. Por que produzir presuppõe a idéa de vender. Porque vender implica a existencia de quem compre…

O utilitarismo não é uma doutrina, no sentido philosophico da palavra. É uma necessidade, é uma imposição da lucta pela vida. Para não morrer é preciso a qualquer povo guiar-se por necessidades uteis, nunca deixar de ter em vista os seus interesses e conveniencias. O utilitarismo é o systema que a experiencia aconselha aos povos, que querem viver nesta hora da evolução humana, para as suas relações com os outros povos.

Deinde philosophari… Sejamos francos. Concordemos em que não nos move o receio da desnacionalização do Brasil, que não nos ameaça porque não ameaça o Brasil; mas sim o presentimento de que as relações economicas desse grande mercado estão evolvendo de modo que nos poderá vir a ser desvantajoso.

Tratemos, em summa, de nos salvar o deixemo-nos de fantasias salvadoras em beneficio alheio.

Deante do crescimento espantoso das energias do povo brasileiro, o nosso mal e a estagnação em todas as fórmas da actividade humana. Só o poder enorme

dos elementos estaticos das sociedades e a resisten-


  1. Statistica metodologica — Torino, 1906.
  2. Elementi di Statistica — Torino, 1904.