Página:Aviario brasilico ou Galleria ornithologica das aves indigenas do Brasil.pdf/15

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
ornithologia fundamental
3

ria Natural, e principalmente na Entomologia, ou na Sciencia dos Insectos, a pezar de huma avultada idade, julgou que a Ornithologia podia fazer sua applicação. Para este fim ajuntou tão grande multidão de aves trazidas da África, de ambas as índias, e em summa, de todos os Paizes, em que a sua Nação tinha connexões mercantis, que o seu Ornithophilacio, óu Collecção de pássaros, não tinha em toda a Europa outro a elle comparavel. Muita obrigação devemos a Mr. Brisson, por nos salvar huma tão bella collecção da perda que hia a experimentar com a imprevista morte do sabio Reaumur, tão digna de toda a nossa dor, ideando hum methodo systematico, tomado da diversa configuração dos pés das aves, e arranjando debaixo deste não só as Reaumurianas ; mas tambem todas as outras, que a sua industria pode descobrir, e a final publicando-o em beneficio dos estudiosos. Por conclusão não devemos privar do nosso agradecimento a Moering, Barrere, Klein, Brunnich, e a todos quantas contribuirão para o augmento desta Sciencia.

CAPITULO II.
Sinaes diagnosticos das aves.
§. II.

T

ODOS os animaes quantos existem em a natureza, grandes, pequenos, minimos, formão convenientemente seis classes, a saber, Mammaes,

ou Mamentadores, Aves, Amphibios, Peixes, Insectos, e Vermes. De todos estes, os Mamentadores, e as Aves são, os que mais concordão entre si em rasão da affinidade, e da maior semelhança no seu caracter interno. Gosâo de hum coração provido de dois ventriculos, do sangue quente, e tambem de bofes, que reciprocamente respirâo; mas differem entre si no vestido; porque nos Mammaes se fôrma este de pellos singelos, e nas aves de pennas ramosas,e formadas em feicão de pentes. Nada direi dos queixos das mesmas sem dentes, e prolongados em hum bico de substancia cornea, e nua; de se firmarem sobre dois pés, de terem braços sem dedos; de gozarem em lugar destes de pennas remeiras, dispostas á maneira de pestana, com as quaes sobem cortão, e se remontão pelo ar, e ultimamente de se propagarem, mediante os ovos cobertos de huma costra calcarea, sem ser preciso trazerem no utero os seus fetos. Julgarão os antigos, sempre respeitaveis, que dando ás aves o nome de volateis, lhes fixavão o seu caracter classico. Quanto não he bella esta característica denominação? Eu com elles assim o confesso. Mas he bem claro que elles se enganarão; porque os Morcegos (Vespertilio, Noctilio)(a)[1] pertencem aos Mamentadores; o Pegaso dragão aos Amphibios ( b ),[2] os Muges, Triglas, e Gasterosteos ( c ),[3] aos Peixes ; a maior parte dos Insectos, á excepção dos Apteros, todos são providos de azas, e realmente voão, e com tudo não pertencem aos volateis. Antes pelo contrario muitas Aves, que não voão, por serem desprovidas de pennas proporcionadas a sustentarem no ar o peso do seu corpo como as chamadas implumes, a saber, os Avestruzes, ( d )[4] as Didos, ( e )[5] Diomedeas exuladas, ( f )[6] Alcas desplumadas, ou implumes, ( g )[7] Phaetontes mergulhados, mas comando pertencem aos volateis.

  1. ( a ) Na ultima edição de M. Linne feita por Gmelim o Noctilio passou a ser huma espécie do genero Vespertilio.
  2. ( b ) Na mesma edição, acima citada, se achão o Pegaso, e outros contemplados nas antecedentes, como Amphibios, passados para a nova classe do peixes Branchiostegos.
  3. ( c ) Pelogrime, pegador,
  4. ( d ) Dodos, ou Drontes.
  5. ( e ) Albatross.
  6. ( f ) Pinguins.
  7. ( g ) Rabiforcados, ou Rabijuncos.