Página:Biblioteca brasileira t1n2.pdf/39

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
157
O GOLPE DE ESTADO


O estudo desprevenido dessa época revelará mais de uma vez o desvio da razão politica; mas não lançará a mancha do crime sobre a memoria dos grandes vultos do periodo regencial.

Depois da abdicação em 7 de abril de 1831, o Brasil achou-se em uma dessas crises supremas, que decidem dos destinos de uma nação.

Fraccionados os vencedores depois do sucesso, tres partidos appareceram na scena politica, disputando o governo do paiz.

Os chefes da revolução, inspirados por um nobre patriotismo, lendo no futuro a subversão do paiz, a triumpharem as ideas republicanas ou os planos dos exaltados, compenetraram-se opportunamente da necessidade de um paradeiro ás paixões vencedoras, e emendarem os erros do passado na moderação de um governo fortalecido pelo voto nacional. Evaristo, Feijó, Vergueiro, Odorico Mendes, Lino Coutinho, Vasconcellos, e toda a parte sensata da nação, formaram este partido, que tem na historia o titulo de Moderado. Seu orgão era a sociedade Defensora.

Entretanto, muitos dos velhos servidores do ex-imperador constituiram-se em revolta aberta com a nova ordem de cousas, creada pela revolução. Em vez de aceitarem o facto consummado, e auxiliarem o governo para salvar a ordem social, todos os dias compromettida pelos Exaltados, uniram-se a estes; e com elles conspiraram por todos· os meios, mesmo os da revolta armada, contra a unidade politica, do imperio, procurando derribar a regencia. Seu plano era restaurar o governo de D. Pedro, cuja volta ao Brasil promoviam, ou como imperador, ou como regente. Este partido restaurador era representado na imprensa pelo Cararamurú, e combinava seus planos na Sociedade Militar. Suas tendencias, repellidas pela razão politica e pelo espirito nacional, eram destinadas á lançar o paiz no vortice das revoluções, e ensanguentar o imperio.

Ao lado destes os Exaltados estimulados por um ardor febricitante de liberdade não definida, queriam levar a revolução além do seu fim. Estes não constituiam um partido animado por uma idéa de governo, ou por um pensamento de organisação politica;