Página:Camilleana (1891).pdf/36

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Mata-a ou ella te matar., ou Homem-mulher ou mulher-homem. Traducção aprimorada de Gervasio Lopes Canavarro, mestre da philarmonica d’Affife, sachristão da Irmandade do Cordão e Chagas e confrade do Joaquim dos Musicos: Porto 1872. 1 vol.

Memorias do carcere. Porto 1862, 2ª edição, revista pelo auctor, Porto 1864. 3ª edição, revista pelo auctor, Porto 1881. 2 vols.[1]

Memorias de Fr. João de S. Joseph Queiroz. De um autographo. Porto 1868. 1 vol.

Memorias de Guilherme do Amaral. Obra posthuma. Lisboa 1863. 2ª edição, revista e correcta, Lisboa, sem data. 1 vol.[2]

Morgadinha (A) de Val d’Amores. Comedia. Porto 1882. 1 vol.[3]

Morgado (O) de Fafe amoroso. Comedia. Porto 1858. Porto 1861. Lisboa 1865. 1 vol.

Morgado (O) de Fafe em Lisboa. Comedia. Lisboa 1861. 2ª edição, Lisboa 1865. 1 vol.

Mosaico e sylva de curiosidades. Porto 1868. 1 vol.[4]:

A innocencia das aldeias. O castello de S. João da Foz. Á cerca dos jesuitas. Praeceptor infelix. Fr. Diogo d’Assumpção. Um bom ministro da fazenda para Portugal. Historia da egreja de N. S. da Lapa. Noticias do Porto antigo. Mafra. A meza mysteriosa. Izabel Clesse. Dos primeiros galopins eleitoraes em Portugal. Bordoada sacrilega. Manuel de Faria e Souza. O anel da benção. Manoel de Souza Coutinho e Miguel Cervantes. Passagens de uma carta autographa. Antiguidades de Braga. Carta de D. Antonio,

  1. Em pag. 102 a 180 está o romance Martyrios obscuros.
  2. Continuação de Um homem de brios.
  3. Reproduzida do Theatro comico.
  4. Extrahido da Gazeta litteraria.