Página:Chrysalidas.pdf/130

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
- 128 -


Podiam meus olhos ver
Tão meiga, tão viva estrella,
Abrir-se e resplandecer?
Só em ti: — em ti que és bella,
Em ti que a paixão respiras,
Em ti cujo olhar se embebe
Na illusão de que deliras,
Em ti, que um osculo de Hebe
Teve a singular virtude
De encher, de animar teus dias,
De vida e de juventude....

Amemos! diz a flor á brisa peregrina,
Amemos! diz a brisa, arfando em torno á flor;
Cantemos esta lei e vivamos, Corinna,
De uma fusão do ser, de uma effusão do amor.