Página:Chrysalidas.pdf/151

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


VI.


O amor tem azas, mas elle tambem póde dal-as.
Homero.


Em vão! Contrario a amor é nullo o esforço humano;
É nullo o vasto espaço, é nullo o vasto oceano.
Solta do chão, abrindo as azas luminosas,
Minh'alma se ergue e vôa ás regiões venturosas,
Onde ao teu brando olhar, ó formosa Corinna,
Reveste a natureza a purpura divina!

Lá, como quando volta a primavera em flor,
Tudo sorri de luz, tudo sorri de amor;