Página:Chrysalidas.pdf/17

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


chama-se luz, mel, aroma, graça, virtude, formosura, ora se chama Stella, Visão, Erro, Sinhá, Corinna!


VIII.


Livres, sentidos, inspirados, os versos do autor das Chrysalidas são e devem ser eloquentes, harmoniosos e exactos. São — porque ninguem se negará a dize-lo lendo-os. Devem ser — porque o sentimento e a inspiração constituem a verdadeira fonte de toda a eloquencia e de toda a harmonia no mundo moral, e porque a exactidão é o mais legitimo fructo do consorcio destas duas condições.

É um erro attribuir exclusivamente á arte,a bôa medição do verso. É erro igual ao do que recusa ao ignorante de musica, ao dilettanti, a possibilidade de cantar com justeza e expressão. Um verso mal medido é um verso dissonante; é um verso que destaca d'entre seus companheiros como a nota desafinada resalta da torrente de uma escala. N'um e n'outro caso a intelligencia atilada pelo gosto, e o ouvido apurado pela licção — arrancão sem soccorro da arte o joio que nascera no meio do trigo, e embora a ella