Página:Chrysalidas.pdf/40

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
- 38 -



Inda assim, embora sonho,
Mas, sonho doce e risonho,
Désse-me Deus que fingida
Tivesse aquella ventura
Noite por noite, hora a hora,
No que me resta de vida,
Que, já livre da amargura,
Alma, que em dores me chora.
Chorára de agradecida!