Página:Chrysalidas.pdf/80

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
- 78 -


Tremer pallida em meu seio;
Morte, foi-se-me o receio,
Aqui estou, podes ferir.

Vem! que as glorias insensatas
Das convulsões mais lascivas,
As phantasias mais vivas,
De mais febre e mais ardor,
Toda a ardente ebriedade
Dos seus reaes pensamentos,
Tudo gozei uns momentos
Na minha noite de amor.

Prompto estou para a jornada
Da estancia escura e escondida;
O sangue, o futuro, a vida
Dou-te, ó morte, e vou morrer;
Uma graça única — peço
Como ultima esperança:
Não me apagues a lembrança
Do amor que me fez viver.

Belleza completa e rara
Deram-lhe os numes amigos;