Página:Contos Tradicionaes do Povo Portuguez.pdf/104

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


a menina. A mãe do rei aconselhava-o a que não casasse senão quando ella tornasse a achar a falla.

Ao fim de muito tempo, pouco antes dos sete annos, o rei já sem esperança pediu uma princeza para casamento, e foi com toda a sua côrte buscal-a. A menina mandou então fazer um vestido com uma das mangas muito larga, e no dia em que o rei voltou foi receber os noivos á escadaria. A princeza assim que a viu deu uma grande gargalhada, dizendo:

Olha a muda de mudella,

Que dentro da manga traz uma panella?

A menina respondeu Jogo:

Olha a princeza destemperada,

Que logo que entra mal falla.

E eu ha sete annos que aqui estou

É a primeira falla que dou.

O principe ficou pasmado com o que viu, desfez logo ali o casamento com a princeza, e casou com a menina, como tanto tinha desejado.

(Algarve — Portimão.)


19. O SAPATINHO DE SETIM

Era uma vez um homem viuvo e tinha uma filha; mandava-a á escola de uma mestra que a tratava muito bem e lhe dava sopinhas de mel. Quando a pequenita vinha para casa, pedia ao pae que casasse com a mestra, porque ella era muito sua amiga. O pae respondia:

— Pois queres que case com a tua mestra? mas olha que ella hoje te dá sopinhas de mel, e algum dia t’as dará de fel.