Página:Contos Tradicionaes do Povo Portuguez.pdf/20

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


logia, é que os contos tradicionaes e os jogos infantis foram considerados como elementos de educação, aproveitando antes de tudo as primeiras curiosidades de espirito e a coordenação dos movimentos. Visámos tambem a este fim, velando a nudez de algumas narrativas, ou deixando fóra da nossa collecção contos cujas situações perturbariam a ingenuidade infantil. Para pôr a mão sobre este problema pedagogico é preciso uma grande pureza de alma, sem os rancores das mediocridades auctoritarias, que pensam mais em impôr-se do que em ser uteis. Se a importancia dos contos tradicionaes é evidente para a educação das crianças, é extraordinario o seu alcance como documento de psychologia popular. É no conto que se conservam os vestigios das concepções da intelligencia primitiva do homem emocional, como diria Spencer, ácerca dos phenomenos da natureza, personificados n’essa fórma tão complexa, tão variavel e tão pittoresca do Mytho, esse fundo de subjectivismo d’onde sahiram as religiões, as supertições, as epopêas, os contos, os proverbios, os enigmas e as fórmas symbolicas da arte e do direito. Pelo estudo comparativo dos contos, simultaneos e communs ás raças amarellas, kuschito-semitas e áricas, desde as tribus selvagens ás civilisações europêas, é que se descobre a importancia d’este documento ethnico, fazendo da Novellistica um importante capitulo da Psychologia collectiva, como a conceberam Herbart e Waitz.