Página:Contos Tradicionaes do Povo Portuguez.pdf/437

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Arreda, arreda,

Rio Tudella;

Se não quizeres arredar

Ahi vem o Robaçal

Que elle te fará arredar.


Porque o rio Robaçal leva mais agua do que o Tudella.

(Torre de D. Chama.)



187. TEJO DOURO E GUADIANA

Havia trez rios irmãos, o Tejo, o Guadiana e o Douro, que combinaram deitar-se a dormir, dizendo que o que primeiro acordasse partisse para o mar. O Guadiana foi o primeiro que acordou; escolheu lindos sitios e partiu de seu vagar. O Tejo acordou depois, e como queria chegar primeiro ao mar, largou mais depressa, e já as suas margens não são tão bellas como as d’aquelle. O Douro foi o ultimo que acordou, por isso rompeu por montes e valles, sem se importar com a escolha, e eis porque as suas margens são tristes e pedregosas.

(Mondim da Beira, Famalicão, Porto.)



188. LENDA DA LUA E DA AGUA

Quando Deus foi fazer o Inferno deixou Luz-Vella na cadeira d’elle; quando veiu não lhe quiz Luz-Vella restituir a cadeira, allegando que o Senhor lh’a tinha dado.

Dizia o Senhor:

— A cadeira é minha, emprestei-t’a, não t’a dei.