Página:Contos Tradicionaes do Povo Portuguez.pdf/448

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


211. O GORAZ

O goraz tem duas malhas, uma de cada lado da cabeça; é o signal dos dedos de S. Pedro quando um dia que andava pescando apanhou este peixe.

(Pedroso, Varia, n.º 446. — Leite de Vasconcellos, Trad., 188.)




212. O GRITO DO CÃO

Abel tinha um cão que estimava muito; quando Caim matou Abel, o cão foi pelo mundo fóra a dizer:

— Caim, Caim!

D'aqui o grito do cão, quando lhe batem.

(Mafra. — L. V., ib., 197.)




213. AS ORELHAS DO BURRO

Quando Deus criou os animaes, deu o nome a todos; d'ahi a dias veiu verificar se elles se lembravam ainda dos seus nomes. Todos se lembravam, menos o burro; Deus então puchou-lhe muito as orelhas e disse-lhe:

— Burro, burro! sempre hasde ser burro!

(Mafra.)




214. A CREAÇÃO DA MULHER

Quando Deus quiz formar Eva, tirou uma costella de Adão, mas veiu um cão (var. raposa, gato, etc.) e levou a