Página:Contos Tradicionaes do Povo Portuguez.pdf/449

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


costella. Deus correu atraz d'elle, e agarrando-lhe pela cauda fez d'ella a mulher, dizendo:

Tanto vale fazer Eva
De uma costella de Adão,
Como de um rabo de cão.

(Ap. Leite e Vasconcellos, Vanguarda, n.º 39.)




215. A OBRA DE S. PEDRO

Andava uma mulher a bulhar com o Diabo. Deus mandou S. Pedro apartal-os. O santo foi, cortou a cabeça a ambos, e voltou. O Senhor perguntou:

— Oh Pedro, tu que fizeste?

— Não se queriam accommodar, e eu peguei e cortei-lhes as cabeças.

— Eu não te mandei fazer isso. Torna lá.

Sam Pedro foi, mas ao collocar as cabeças nos troncos, enganou-se e collocou na mulher a cabeça do Diabo, e n'este a da mulher.

(Ibidem.)




216. O CANTO DO GALLO

Quando os Apostolos estavam á meza, affirmaram elles que Christo não era Deus; e Christo respondeu:

— Que tanto era Deus como o gallo fallar.

Foi então que o gallo disse: Coroado!

E ainda hoje é a sua linguagem.

(Penafiel.)