Página:Contos Tradicionaes do Povo Portuguez.pdf/467

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


da Filha do rei Mouro (n.º 6). O thema do filho de um rei que vae procurar uma mulher formosa, condição essencial para succeder no reino do pae, acha-se na novella monferrina La bella d'l'isoule Fourtiunà, publicada por Stanislao Prato (Como, 1882) com notas de abundantissimos paradigmas. Nas Quattro novelline populari Livornese, do mesmo escriptor, a terceira Il ré é sú tre figlioli, ha tambem este mesmo thema, em que a encantada é uma rã que depois apparece n'uma mulher bonita. Pertence a um vastissimo cyclo novellesco commum a toda a Europa, o que coincide com o seu evidente sentido mythico. Da importante nota de Stanisláo Prato a este conto (p. 136 a 144), transcreveremos a indicação das principaes collecções em que ella se encontra: Imbriani, La Novellaja fiorentina, n.º 20, I tre fratelli; Pitré, Fiabe e Novelle popolare siciliane, n.º 46, La limuruta: Corazzini, Componimenti, n.º 18: A ranaottola; Comparetti, Novelline popolare, n.º 4 e 48, La moglie trovata colla frombola, e Le scimmie; Visentini, Fiabe montovane, n.º 48, La rana; Gianandrea, Novelline e fiabe popolari Marchigiani, n.º 4, El fijo del re, che sposa 'na ranocchia. Em Hespanha, no Rondallayre ou quentos populars catalans de Mapons y Labros: La princesa encantada. Em França, nos Contes de Fées, de M.me d'Aulnoy, La chatte blanche; e na revista Melusina, t. I, p. 64, Les trois fils du roi, ou le bossu et ses deux frères. Nos povos germanicos, slavos e scandinavos, este cyclo novellesco é extensissimo, como se infere dos estudos comparativos do Dr. Reinhold Köhler, o que mais profundamente tem investigado estes assumptos; elle encontrou paradigmas fundamentaes nas collecções de contos de Busching, Hylten-Cavallius, Grimm, Beauvois, Jonson, Kattan, Asbjörnsen, Töppen, Schwartz, Ey, Stephanovic, Radloff, Colshorn, Hahn, Zingerle, Benfey, Chavannes, Affanasieff, Böhmer, Peter e outros.

Nos Portuguese folk-Tales, collecção, de Consiglieri Pedroso, e traducção de Ralston, vem com o titulo A filha