Página:Contos Tradicionaes do Povo Portuguez.pdf/526

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


como é o episodio da intervenção do neto que se prepara para exercer a mesma crueldade com o pae. Nos Contos nacionaes para crianças, n.º 1, ha uma referencia a uma versão popular ainda corrente em Portugal. Nas Horas de Recreyo, do Padre João Baptista de Castro, (p. 81) vem este thema da Velha que dá o que tem á filha.


179. A venda das gallinhas. — Esta anedocta acha-se extremamente vulgarisada: nas Facetieuses journées, p. 107; nas Repues franches, de Villon; nas Facetie di Poncino, na Arcadia di Brenta, p. 152; nos Nouveaux Contes à rire, p. 262; nos Contes du sieur d'Ouville, t. II, p. 471; no Courrier facétieux, p. 355; na Histoire générale des Larrons, p. 20; na Bibliothèque de Cour, t. III, p. 23. As variantes dão-se entre o objecto da compra e a pessoa que paga. No Conto Des trois Aveugles vem esta peripecia como episodio. (Recueil de Fabliaux, p. 85.) Nas Novelle de Morlini, n.º XIII; nas Facetieuses Nuits, XIII, fab. II, e em Bebelius, liv. 11, conto 126, acha-se este mesmo conto do jesuita portuguez, e ainda conente nas facecias populares.


184. A matrona de Epheso. — Sobre esta tradição e sua fórma popular, vid. n.º 69 e nota correspondente.


189. — Uma grande parte d'estas lendas e patranhas foram colligidas pelo sr. Leite de Vasconcellos, achando-se dispersas nos seus estudos criticos sobre as tradições portuguezas.


191. A lenda das manchas da Lua. — Stanisláo Prato estudou largamente esta lenda no opusculo L'Uomo nella Luna, como complemento ao ensaio critico sobre Caino e le Spine secondo Dante e la tradizione popolare; n'ella cita versões de diversos paizes: Contes populaires de la Haute Bretagne, de Paul Sebilot, 2.ª serie, n.º 64; na