Página:Da França ao Japão (1879).djvu/288

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


CAPITULO XVIII

 
Excursões pelos arredores de Shangaï. — O collegio dos jesuitas em Si-Ka-Waii. — La Provence. — Chegada a Napoles

Y

edo, a populosa capital do Japão, apresenta-se aos estrangeiros como o centro de um grande paiz que parece ainda em estado de organisação, porém que dispõe pelo seu commercio e pela actividade de seus habitantes, de ricos elementos, para ser, em breve, uma capital typo dos paizes asiaticos; Shangaï, ainda que seja mais moderna, limita o seu desenvolvimento em vista a especulação estrangeira, servindo, quasi que exclusivamente, de emporio dos objectos de importação para Pekin, ainda que, em troca, exporte alguns milhares de kilogrammas de excellente chá, que é cultivado nas immediações da capital do Celeste Imperio. Shangaï, com suas bellas edificações, dispostas ao longo do caes, com suas largas ruas bem arborisadas, leva vantagem a qualquer outra cidade pelo aspecto todo europeo; o viajante, já acostumado com os habitos orientaes que e

15