Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/125

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Militar, subiu ao alto posto de tenente-general do exercito, foi por muitos annos presidente da provincia de Santa Catharina, e da de seu nascimento, ministro e secretario de estado dos negocios da guerra de 1832 a 1835, e commandante das armas da côrte, em cujo exercicio morreu.

Era veador da casa imperial, do conselho de sua magestade o Imperador, conselheiro de guerra, grã-cruz da ordem de S. Bento de Aviz, dignitario das ordens do Cruzeiro e da Roza, condecorado com as medalhas da campanha de Montevidéo de 1811 a 1812, das campanhas de 1815 a 1820, da campanha da independencia da Bahia, da divisão cooperadora da Boa Ordem, e com a insignia de ouro por distincção em combate.

Escreveu, além de

- Diversos relatorios - como presidente de duas provincias, e como ministro da guerra em tres gabinetes successivos, no ultimo dos quaes fôra, encarregado tambem da pasta da marinha;

- Carta ao coronel João Carlos de Saldanha de Oliveira Daun. Rio de Janeiro, 1822 - Era o autor coronel quando publicou esta carta contra o seu collega, datada da povoação do Norte do Rio Grande a 24 de junho, com um supplemento datado de 18 de agosto, tudo de 1822.

- Exortação patriotica dirigida às principaes corporações e autoridades da provincia do Rio Grande do Sul, sua patria. Rio de Janeiro, 1822 - Ha outra do mesmo anno aos seus amigos residentes na dita provincia.

- Memoria descriptiva do estado da fortificaçao da costa da provincia de Pernambuco, quarteis, armazens, paiol de polvora e mais edificios militares, indicando os melhommentos que podem ter. Recife, 21 de abril de 1826 - Ha um original in-folio de 30 folhas e uma cópia de 28 folhas no archivo militar. Foi escripta sendo o autor commandante das armas na provincia de Pernambuco.

- Quadro da divisão civil, judiciaria e ecclesiastica da provincia de Santa Catharina com o resumo de sua população, organizado em 1841. - Era o autor administrador da provincia, quando o escreveu.


Antonio Achilles de Miranda Varejão - E' natural do Rio de Janeiro e nascido a 30 de janeiro de 1834, sendo seus paes o commendador Antonio Alvares de Miranda Varejão e dona Joaquina Ursula de Miranda Varejão.

Bacharel formado em sciencias sociaes e juridicas pela faculdade de S. Paulo em 1856, no anno seguinte entrou no exercicio do cargo de chefe da secção de estatistica na secretaria da policia da côrte, e d'ahi passou para a secretaria de estado dos negocios da justiça, como primeiro official, logar em que se aposentou em 1872. Exerce actualmente a profissão de advogado, lecciona varias linguas e sciencias; é membro