Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/144

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


O Republico: periodico politico. Pernambuco, 1830-1831 — Esta folha foi publicada pelo mesmo Borges da Fonseca na Parahyba, 1832; e depois ainda em Pernambuco e no Rio de Janeiro.

O Nazareno. Pernambuco (?) — Nunca pude encontrar este periodico. Sei, porém, que foí publicado por Borges da Fonseca.

O Tribuno. Pernambuco, 1846-1847.

Compatriotas: proclamação dirigida ao povo brazileiro por Antonio Borges da Fonseca, redactor do Republico . Rio de Janeiro, 1831, 1 folha.

Representação que á camara dos senhores deputados dirigem Manoel Lobo de Miranda Henrique, Frederico de Almeida Albuquerque e Antonio Borges da Fonseca, deputados eleitos pela provincia da Parahyba do Norte. Rio de Janeiro, 1838. 12 pags, in-4º — Versa sobre reclamação de direitos como deputados, que não foram attendidas quanto aos dous ultimos, pois que só o primeiro foi reconhecido e tomou assento na representação nacional de 1838 a 1841.


Antonio Borges Leal Castello-Branco — Natural da provincia do Piauhy e já fallecido, era formado em sciencias sociaes e juridicas, seguira a carreira da magistratura, onde chegara a ser juiz de direito, e representou sua província na camara temporaria.

Escreveu:

ExposiçãO circumstanciada sobre a eleição do primeiro districto da provincia do Piauhy. Rio de Janeiro, 1857, 48 pags. in-8.º


Antonio Borges Sampaio — Nascido em Portugal e brazileiro por naturalisação, é tenente-coronel da guarda nacional, tem exercido em Uberaba, onde reside, diversos cargos de eleição popular e de confiança do governo. Sendo vereador da camara municipal, escreveu:

Demonstração das ruas, travessas, bêcos, colUnas, templos e edificios publicos da cidade de Uberaba, provincia de Minas-Geraes, precedida de um breve historico sobre o começo, situação, dimensão e hydrographia desta povoação, razões que justificam a nomenclatura agora adoptada e outras annotações. Com as deliberações da camara municipal, que autorisam a presente organisação. 1880 e 1881 — Foi apresentado o original, autographo de 152 pags. in-folio com a competente dedicatoria pelo autor, na exposição de historia do Brazil de 1881.

Redigiu antes disto:

O Uberabense. Uberaba, 1875-1876, in-folio.



Antonio Caetano de Almeida 1º — Innocencio da Silva coufunde-o com Antonio Caetano Villas-Boas da Gama, irmão de José Bazilio da Gama, do qual occupar-me-hei agora mesmo. Sei apenas que e brazileiro por seu nome ser mencionado no Mosaico poetico como tal, parecendo-me que falleceu em Lisboa, onde fumara sua residencia, no principio do seculo actual. Era poeta, e escreveu: