Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/172

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


que para ahi seguira como ministro plenipotenciario junto á côrte castelhana, dedicou-se á politica, e em sua volta a Portugal foi nomeado conselheiro da fazenda; mas dominado de irresistivel vocação para o estado ecclesiastico, desprezou a nomeação que recebera, titulos de nobreza, e gozos do seculo para tomar o habito de S. Pedro como presbytero secular, e mais tarde professar na ordem do Carmello com o nome Frei Antonio de Nossa Senhora do Carmo no con vento de Santa Cruz de Coimbra em 1735.

Frei Antonio de Nossa Senhora do Carmo foi um sacerdote de raras virtudes e escreveu:

Diversas traducções do castelhano — entre as quaes a obra com o titulo de

Retiro espiritual para cada um dia do mez e disposição de uma santa vida para a boa morte. Lisboa, 1738.

Meditações para o oitavario do Natal. Lisboa, 1743.

Novenas de Santo Agostinho e de S. Francisco. Lisboa, 1744.



Antonio da Cunha Souto-Maior Gomes Ribeiro — Natural do Rio de Janeiro e nascido nos primeiros annos do seculo presente, foi muito criança para Portugal, onde supponho que estudou direito na universidade de Coimbra e que ainda vive. Estabelecido em Portugal por occasião da independencia do Brazil, lá continuou a persistir, desempenhando diversos cargos, e commissões. Foi por diversis vezes deputado ás côrtes d'aquelle reino, e exerceu o cargo de ministro nas côrtes de Dinamarca e da Suecia, e de outros estados; é moço fidalgo da casa real, e commendador da ordem de Christo, e escreveu como collaborador em diversos periodicos e jornaes politicos do reino, entre os quaes o Estandarte; e como redactor:

O Tribuno: jornal politico. Lisboa, 18" — Depois escreveu:

Ao Povo (opusculo politico). Lisboa, 1842, 45 pags. — Sahiu sob o anonymo, causando grande impressão pela linguagem forte e vehemente.

Reflexões de Graccho a Tullia. Tunis, Typ. de Amurat de Beg, anno da Egira, 1244, 55 pags. in-8.º — E' um opusculo ainda mais forte e incisivo que o precedente, distribuido quasi clandestinamente, e impresso em Lisboa, mas com as cautelas necesarias. Foi ahi reimpresso em 1847.

Os ultimos adeuzes de Graccho a Tullia. Tunis, typ. de Amurat, Anno de Egira, 1244, 34 paga. in-8º — E' outro opusculo em egual estylo, e com eguaes cautelas impresso e distribuido. Tambem teve segunda edição em Lisboa, 1847. As cautelas empregadas quer com a impressão, quer com a distribuição destas obras deixam bem presumir o que ellas são. O que é certo é que produziram uma notavel sensação, e ao governo serias apprehensões.

A vanguarda da opposição. Lisboa, 1846, 31 pags. in-8.º

Discurso pronunciado por occasião da discussão sobre a resposta ao discurso do throno na camara dos deputados na sessão de 15 de Junho de 1848. Lisboa, 1848.