Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/175

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


nales y particulares de la Europa y de la America, de origen ibera y robustecidos por la tradicion oral de testigos oculares de los hechos. Paris, 1864, 2 vols. — O 1º voI. vae de 1810 a 1829. Este livro se abre com o mappa topographico do porto de Montevideo.

Apuntes geographico-descriptivos sobre el gran Chaco Gualambà. Rio de Janeiro, 1859.

A morte moral: Paris, 1864, 4 vols. - Tem por titulos: o 1º vol. Cesar; 2º Antonieta; 3º Annibal, e 4º Almeirinda. E' uma obra de grande merito philosophico, que o autor começou a escrever na Europa e veiu concluir no Rio de Janeiro.

A pupilla dos negros nagôs ou a força do sangue: drama original brazileiro em um prologo, tres actos e um epilogo. Rio de Janeiro, 1870.

Esposa e mulher: romance brazileiro. Rio de Janeiro, 1872.

Além das obras mencionadas Deodoro de Pascual escreveu muitos artigos sobre diversos assumptos desde os 17 annos de idade — artigos que publicou em jornaes estrangeiros, como o Iris, o Sol, o Agricultor, o Echo dos dous mundos, o Correio de Ultramar, publicados na Europa; a revista philosophica Shekina, de Nova York, e muitos outros, mesmo do Imperio, usando do pseudonymo Adadus Calpe muitas vezes, e outras vezes subscrevendo seus artigos com um N ou um H.


Antonio Dias Ferraz da Luz — Filho do capitão Antonio Dias Ferraz e de dona Florentina Candida Rodrigues da Luz, nasceu na Campanha, província de Minas Geraes, em 1820 ou 1821, e falIeceu a 17 de Janeiro de 1865.

Doutor em medicina pela faculdade do Rio de Janeiro, onde foi graduado em 1843, era dotado de uma bella intelligencia ; mas — como disse o tenente-coronel Bernardo Saturnino da Veiga no seu Almanack sul mineiro de 1874 — o seu genio um pouco indolente excitava menos a ambição de gloria e de posição, do que os prazeres da mocidade, dos quaes as vezes era preciso arrancal-o para o conduzirem á imprensa ou á tribuna.

Foi um dos mais esforçados propugnadores da divisão da província de Minas Geraes, creando-se a provinoia sul-mineira, sendo seus companheiros neste empenho o doutor Antonio Simplicio de Salles e Lourenço Xavier da Veiga, e escreveu :

Considerações geraes sobre o somno : dissertação para o doutorado em medicina. Rio de Janeiro, 1843.

Necessidade e conveniencia da divisão da provincia de Minas Geraes e creação da provincia sul-mineira — Sahiram em diversos orgãos da imprensa diaria de Minas e do Rio de Janeiro, em 1854 e 1855, muitos artigos do doutor Ferraz da Luz sobre este assumpto.


Antonio Dias Martins — Natural da provincia do Ceará e filho de Antonio Dias Martins, depois de fazer alguns estudos de hu-