Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/194

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Antonio Francisco Arêas — Natural da provincia do Rio Grande do Norte, presbytero secular do habito de S, Pedro e capellão da armada, serviu na companhia de aprendizes marinheiros de sua provincia e manifestou-se na diocese de Olinda, á qual pertencia, em opposição ás ideias do respectivo bispo por occasião da questão religiosa, escrevendo:

O Evangelho de Christo perante a egreja dos papas. Recife, 1875 — Esta obra trouxe ao padre Arêas a suspensão de suas ordens, como era de esperar-se.


Antonio Francisco de Assis Goes — Natural da cidade de Marianna, provincia de Minas Geraes, teve a infelicidade, ao fazer uso da ra zão, de não conhecer seus paes, de modo que toda sua educação correu por conta da municipalidade, e de algumas almas bemfazejas que o fizeram estudar as aulas de humanidades no seminario episcopal e n'um collegio particular.

A morte de um seu protector, quando se dispunha a entrar para o seminario maior, levou-o a se apresentar ao concurso á uma cadeira da instrucção primaria em 1857. Em 1869, porém, pedindo demissão do magisterio publico, veiu para o Rio de Janeiro, e continuou no magisterio particular, ora como simples professor de grammatica Portugueza e latina, ora como director de collegios, demorando-se mais tempo em Petropolis. Mas, encommodos de saude o determinaram a voltar á sua provincia, e então sempre dedicado á educação da mocidade, fundou e dirige o externato Santo Antonio em Leopoldina, tendo escripto:

Epitome da geographia e historia do imperio do Brazil. Petropolis, 1872, in-8.º

Compendio de rhetorica — Inedito. O autor não o tem dado ao prelo á falta de recursos.

Compendio de grammatica nacional — Idem. Na imprensa periodica de Petropolis se puplicaram alguns trabalhos de Assis Goes sobre a instrucção publica, sobre a guerra do Paraguay e sobre politica.


Antonio Francisco Duarte — Filho legitimo de Joaquim Francisco Duarte, nasceu em Pernambuco a 18 de janeiro de 1840 ; estudou todo curso de artilharia da academia militar; assentando praça em 1859, foi promovido a segundo-tenente em 1864, a primeiro-tenente em 1867 e a capitão em 1868; esteve na Europa em commissão do governo e alli se acha actualmente; foi instructor e professor do deposito de aprendizes artilheiros; serviu na secção de trabalhos graphicos e de deposito do archivo militar; é membro adjunto, servindo de secretario da commissão de melhoramentos do material de guerra, cavalleiro da ordem da Roza, e da de S. Bento de Aviz, e escreveu:

Geometria pratica. Rio de Janeiro, 1871.