Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/236

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
211
AN


Antonio José de Araujo — Filho de Manoel José de Araujo e de d na Mari:J. da 'Paz Araujo, nasceu na. cidade do Rio de Janeiro a 2 de fevereiro de 1807 e falleceu a 16 de abril de 1869, Depois de fazer os estudos do commercio, e da academia de marinha, fez o curso de engenharia, recebendo o gl'au de doutor em mathematicas e sciencias physiclls em 1831, e entrou noanno seguinte no magisterio publico, como lente d I academia' militar, cujo cargo e:s:erceu por quasi trinta annos, leçcionando di versas mate rias e jubilaudo-se afinal.

Foi otlicial do imperial corpo de engenheiros, onde assentou praça a 6 de dezémbro de 1825, sendo promovido a se undo t nente um anno depois e subindo successivamente a divel'sos postos até o de coronel; professor honorario do lyceu de artes e officios ; soeio da socieàade auxiliadora da industria nacional, da sociedade propagadora da beilas artes e do conservatol'io dramatico; Ó caval1eiro da ordem de S, Bento de Aviz, e escreveu:

- Poesias offerecidas as senhoras bmsileims. Rio de Janeiro, 1832 - S gunoa edição cor'recta e augmentada de outras novas poesias, Rio de Janeil'o, 1835, 148 pags. in-8. o

- Thelaira nu os hespanhoes no novo mundo: tragedia em cinco actos. Rio de Janeiro, 1835, 96 pags. in-8,o

- Pensamentos poeticos. Rio de JaneÍl'o, 1838, 92 pags, in-8. o

- Poesia do amor, offel'ecida ào ... senhor Francisco de Paula Brito. Rio de Janeiro, 1857, 23 pags. in-12.

- Saudaçiío á e tatua equestre do fundador do imperio, o senhor dom Pedro r. Rio de Janeiro, 1862, 8 pags', in-4. o

- Ao feliz consorcio de sua alteza imp'rial a senhora dona Leopol·dina COlll sua alteza real oDuqu, de Saxe. Rio de Janeiro, 1864, in,·4 0 E' urna poesia recitad.1 no theatro a 26 de Dezembro deste anno.

- Entrada das tropas constitucionaes no Porto : drama historico, representado no Rio de Janeiro - Parece-me que nunca foi impresso.

- Elevação de Dom Pedro II ao throno de Portugal: drama representado no Rio de Janeiro - Idem. Além destes dramas que são originaes eSCl'eveu outros e traduziu alguns qüe não deu á publicidade, como os cinco seguintes;

- A boa mulher : drama original.

- Luiz XI : drama de Casimiro Levigne, Traducção.

- Cinna : tragedia de Corneille, Idem.

- O alchimista : drama de Alexandre Dumas, Idem.

- Hamlet: drama de Ducis. Idem.

- Discurso pI'onunciado no Gr,·. 01','. Bras,'. no dia 25 de maio de 1846 por occaaião da posse dos MM.'. PP,', 11.·. GG.·, Manoel Alves Br"nco, e Aureliano de Souza e Oliveira Coitinho, GG.·. MM.', da Ord.', Rio de Janeiro, 1846, in.8. o

- Oração da. abertura da escola milita.r em 12 de março de 1853. Rio.de Janeiro, 1853, 20 pags. in-4.º