Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/253

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
228
AN

em Syria, Semiramis, Filinto, Adolonymo em Sidonia, Nympha Se~ ringa e outras, attribuidas a Antonio José; mas outro editor se adiantou, publicando estas peças com mais tres em dous volumes sob o titulo Operas portuguezas. <I: Ameno, diz o Visconde de Porto-Seguro, reimprimiu em 1747 os dous volumes publicados por e1le, tres annos antes; mas teve de mudar o segundo paragrapho do prologo, que se referia as peças que havia publicado. No que de novo escreve diz que não pôde dar as peças promettidas por haver destas autor vivo, que não consentiu que outro as imprimisse; do que fica claro que não era seu autor Antonio José que deixou de existir em 1739, como sabemos. Accrescenta que, havendo-se feito de1las uma edição (a1lude aos dous volumes com o titulo Operas portuguezas, impressos em 1746), se propunha a continuar a coliecção com outras operas que nomeia. Dessas operas algumas foram impressas, avulsas; mas a coliecção não continuou tal. O que succedeu foi em 1751 fazer-se outra edição dos dous volumes de 1746 ; em 1753 repetirem-se em terceira edição os dous volumes do Theatro comico, seguindo-se outra edição em 1759. « Foi á esta quarta edição dos dous volumes que pela primeira vez se annexaram em 1760 e 176i, sob a rubrica 30 e 40 do dito Theatro comico, os mesmos até então 10 e 20 intitulados Operas portuguezas, dos quaes verdadeiramente esta edição foi a terceira. Uma tal associação de volumes e de titulos repetiu-se na ultima edição, tambem em quatro volumes, etc. » Esta ultima edição tem por titulos : - Theatro comico portuguez ou coliecção de operas portuguezas que se representaram na casa do theatro publico do Bairro-alto de Lisboa, oiferecidas á muito nobre senhora Pecunia Argentina. Tomos 10 e 2. 0 Lisboa, 1787-1788 - Vem a ser a quinta edição destes dous tomos. - Theatro comico portuguez ou co1lecção das operas portuguezas que se representaram nas casas dos theatros publicos do Bairro-alto e Mouraria de Lisboa; oiferecidas, etc. Tomos 30 e,4. 0 Lisboa, 1790-1792 - E' quarta edição. Todas as peças, porém, destes quatro volumes não são da penna de Antonio José. Na opinião de Porto~Seguro, dostes dous ultimos quando muito são no seu gosto os Encantos de CiI'ce e a Nympha Seringa. Diz elie : « Ha engano em se lhe attribuirem todos os quatro volumes do Theatro comico, sendo certo que as do 30 e 4° volumes que em geral só contribuiriam a diminuir-lhe o merecimento, quasi todas 'são conhecidamente de outros autores. Assim, v. g., o Adolonymo em Sidonia é uma imitação do italianQ Alexandro en Sidone, publicado nas obras de Zeno; Adriano em Syria é a traducção da opera do mesmo titulo por Metastasio ; Filinto perseguido é o Siroe em Seleuca do mesmo Metastasio ; os Novos encantos de Amo/' vem em todas as bibliothecàs como uma 61as obras de Alexandre Antonio de Lima, etc. » Quando se trata de um escriptor, que foi barparamente assassinado