Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/258

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
233
AN


Antonio José Victoriano Borges da Fonseca - Filho do mestre de campo de infantaria de Olinda Antonio Borges da Fonseca e de dona Francisca Peres de Figueirôa. nasceu na cidade do Recife a 26 de fevereiro de 1718 e falleceu a 9 de abril de 1786. Assentando praça no exercito, muito moço, com 18 annos de idade, fez parte da força ex:pedicionaria de Pernambuco para a colonia do Sacra· mento, commandando uma companhia; foi commandante da ilha de Fernando de Noronha depois de ser esta ilha restaurada do dominio dos francezes; e sendo coronel, foi nomeado governador e capitão-general do Ceará, onde serviu muitos annos e prestou assignalados serviços. Era mestre em artes pelo collegio dos jesuitas de Olinda; fidalgo cavaIleiro da ca a real; cavaIleiro professo da ordem de Christo; alcaide-mór da villa de Goyanna e da villa de Iguarassú; academico do numero da academia brazilica dos renascidos e familiar do santo officio. Depois de um acuradissimo trabalho e de enormes despezas com a acquisição de uma grande somma de noticias genealogicRs, obtidas dos archivos portuguezes, hollandezes e de outros Estados da Europa, escreveu: - A nobiliarchia pernambucana que contém as memorias genealogicas das familias mais distinc tas, com a noticia da origem, an tiguidade e successão de cada uma delIas. 177iai777. Quatro vols. 517,585, 663 e 559 pags. infoI. - Prompta para ser impressa esta obra, seu autor, não podendo daI-a li luz por já s ntir-se affectado da moles tia, de que falleceu, legou-a ao mosteiro de S. Bento de Olinda. Os padres congregados do oratorio propuzeram-se a entrar em ajuste com os benedictinos para que estes lh'a vendessem, afim de lhe serem addicionados os factos Decorridos depois de escripta a mesma obra, e publicaI-a. Os possuidores do manuscripto nem quizeram vendeI-o, nem fizeram-lhe augmentos, e muito menos cuidaram de sua impressão. Nesta obra se trata das casas e familias cio Brazil, com mais particularidade das de Pernambuco, sendo verificados com toda circumspecção e criterio datas, erros e irregularidades que existiam em rela· ção a muitas genealogias. O coronel Borges da Fonseca escreveu mais: - Estatistica da capitania do Ceará. 1768 - Inedita, como a precedente, não sei onde pára esta obra. Só sei que foi ella enviada para Pernambuco, e que o Conde de Pavolide, recebendo-a, assim se exprime a respeito deIla: «A noticia que v. m. me enviou com a carta de 2 de junho, em que descreveu debaixo das graduações de longitude e latitude o terreno que se comprehende nessa capitania, individuando villas, freguezias e fazendas nelIa estabelecidas, como tambem o numero dos seus habi~ntes e rendimento que tem a fazenda de S. Magestade nos dizimos reaes, me foi estimavel pela distincção e clareza, com que se faz comprehensivel a substancia de seu tedo, depois de resumida explicação de suas partes, motivos que fazem mui reco=endavel a importancia deste papel, que deve à direcção de v. m. um distincto louvor. » - Chronologia da capitania do Ceará. 1778 - Inedita, ignoro tambem ónde pára.