Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/275

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
250
AN


de um personagem iniiuente na politica que subia ao poder, foi mandado logo para o Maranhão; e então, desgostoso com isso, pediu e obteve sua aposentadoria. Exercia ultimamente a adVocacia; era official da ordem da Roza, cavalleiro da de Christo, e escreveu: - I ndice chronologico, explicativo e remissivo da legislação brazileira desde 1822 até 1848, precedido cada anno, além do reinado que a eUe presidiu, dos nomes dos ministros que dirigiram as respectivas repartições, e cada legislatura dos nomes dos senadores e deputados que nelIa tomaram parte, 1849 a 1851. Quatro volumes - sendo o primeiro impresso em Nictheroy, e os. outros no Rio de Janeiro. - Relatoria apresentado ao ... presidente da província do Paraná, o conselheiro Zacarias de G6es e Vasconcellos, pelo chefe de policia Antonio Manoel Fel'nandes Junior em julho de 1854, contendo a estatistica da provincia. Corytiba, 1854. - P1'otesto por occasião de ser destituido do tribunal do commercio da capital do imperio e removido para a relação do Maranhão e os artigos e corl'espondencias, a <!J.ue este protesto deu lagar j otferecido ao corpo legislativo do imperio e ao publico em geral. Rio de JaneIro, 1862. - Canhenho do eleitor ou indice alphabetico e explicativo da reforma eleitoral, acompanhado de notas tiradas das respectivas instrucções, da transcripção das leis, a que a dita reforma se refere, e dos avisos do ga.verno, até agora publicados. Rio de Janeiro, 1881.

Antonio Manoel Fernandes~ 2° - E' natural da, cidade de Santos, província de S. Paulo, e filho de Manoel Fernandes e de dona Etelvina Maria de Jesus Fernandes Matriculando-se na fac uldade de direito de S. Paulo em 1862, depois de tres annos do curso retirou-se para a cidade de Santos, onde firmou sua residencia, e ahi fundou em setembro de 1878 uma escola nocturna gratuita, esforçando-se por espaço de dous annos, como seu presidente e fundador, pela manutenção do dito estabelecimento, que eífectivamente tem prestado reaes serviços á popuhção desta locali [ade. Em setembro de 1880, porém, sentindo alterações em sua saúde, deixou de continuar na presidencia, para que fóra reeleito, continuando, entretanto, a ser professor da escola, e então a gratidão de seus alumnos e do corpo docente se revelou no oíferecimento espontaneo, que lhe fizeram, de seu retrato, tirado á oleo. Foi um dos academicos. de S. Paulo, comprehendidos no Album litterario do doutor A. M. dos Reis por cultivarem as lettras com distincção, e escreveu: - Paulo e Flora: romance. S. Paulo, 1861, 113 pags. - E' sua estréa de autor antes de matricular-l!Ie na faculdade de direito. - Cre'Pusci~los: poesias. Santos, 1870 - Algumas das composições aqui enfei:s:adas já haviam sido publicadas antes em diversos periodicos. - A 'I)illa da Conceição de Itanlw.en: estudo historico. Santos, 1871 - S9.hiu sob o anonymo.

"