Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/326

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
301
AN


ou repertorio das leis, avisos, ordens, instrucções e portarias relativas ás camaras municipaes e especialmente á de S. Luiz do Maranhão. S. Luiz, 1866, 907 pags. in-8.º

Joãosinho : leitura para meninos por Charles Jeannet. Traducção. Maranhão, 1868, 306 pags. - Na imprensa periodica redigiu com outros:

Diario de Maranhão. Maranhão, 1855-1858.

A Conciliação. Maranhão. 1862-1865.


Antonio Ribeiro de Moura — Sei apenas que se formara em direito, exercera na cidade do Rio de Janeiro a profissão de advogado, achando-se seu nome ainda no « Almanak administrativo, mercantil e industrial de 1871 » á pag. 433, e escreveu:

Manual do edificante, do proprietario e do inquilino, ou novo tratado dos direitos e obrigações sobre a edificação de casas, e acerca do arrendamento ou aluguel das mesmas conforme o direito romano, patrio e uso das nações, seguido da exposição das acções judiciarias que competem ao edificante, ao proprietario e ao inquilino. Ria de Janeiro, 1858.


Antonio Ricardo Lustoza de Andrade — Sei apenas que exerce o cargo de thesoureiro da thesouraria de fazenda na provincia do Paraná, d'onde é talvez natural, e que escreveu:

Breve noticia da igreja da Ordem Terceira de S. Francisco das Chagas. Coritiba, 1880, 21 pags. in-8.º


Antonio da Rocha Bezerra Cavalcanti — Capitão do 3º regimento de artilharia, nasceu em 1837, segundo me consta, na provincia do Rio Grande do Norte, fez o curso da arma em que serve, assentando praça em 1855, sendo promovido a 2º tenente em 1860, a 1º tenente em 1867, e a capitão por actos de bravura na guerrá contra o Paraguay no anno seguinte. E' cavalleiro das ordens de S. Bento de Aviz, do Cruzeiro, da Roza e de Christo, e condecorado com a medalha commemorativa da rendição de Uruguayana, a que assistiu a 18 de setembro de 1865, com a medalha de Merito em campanha, etc.

Escreveu:

Estudos sobre a ley de promoções dos officiaes do. exercito. Rio de Janeiro, 1871, 51 pags. in-8.º

Recrutamento pelo capitão Bezerra Cavalcanti. Rio de Janeiro, 1871, 14 pags. in-4.º


Antonio da Rocha Franco — Consta-me que fôra natural da provincia de Minas Geraes e parente do doutor Francisco de Mello Franco, de quem hei de tratar mais tarde.

Presbytero secular do habito de S. Pedro, e conego honorario da capella imperial; tendo sido nomeado vigario da freguezia de Nossa Senhora da Piedade de Anhú-mirim, apenas parochiou a freguezia de 28 de abril