Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/327

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
302
AN


de 1811 ao fim de abril do anno seguinte; depois exerceu o cargo de vigario da vara de Villa-Rica, hoje Quro-Preto, capital de sua provincia; foi deputado a assembléa constituinte brazileira pela dita provincia, prégador e esceveu:

Oração funebre, que nas solemnes exequias, com que na cathedral de Marianna suffragou a virtuoza alma da rainha fidelissima dona Maria I de louvada memoria o excellentissimo e reverendissimo senhor dom frei Cypriano de S. José, bispo daquelle bispado, recitou, presentes o illustrissimo e reverendissimo cabido, senado da camara e clero, o padre Antonio da Rocha Franco, actual vigario da vara de Villa-Rica, no dia 7 de maio de 1816. Rio de Janeiro, 1817, 26 pags. in-4º— E' precedida a oração de uma carta dedicatoria ao Conde de Palma.

Oração funebre, que nas solemnes exequias, celebradas em memoria do serenissimo senhor dom Pedro Carlos de Bourbon e Bragança, infante de Hespanha e almirante general da marinha portugueza, recitou na sé parochial de Ouro-Preto de Villa-Rica no dia 8 de julho de 1812, presentes o excellentissimo Conde de Palma, governador e capitão general daquella capitania, camara, nobreza e clero, o padre Antonio da Rocha Franco, etc Rio de Janeiro, 1812, 19 pags. in-4.º

Oração gratulatoria, que por occasião do juramento da constituição braziliense, no acto de sua solemnidade na imperial cidade de Ouro-Preto e capella do Carmo, a 6 de abril do corrente anno (1824), recitou o vigario Antonio da Rocha Franco. Ouro-Preto, 1824.


Antonio da Rocha Lima — Consta-me que é natural da provincia do Ceará, e que ahi reside. E' presbytero secular do habito de S. Pedro, e escreveu:

Critica litteraria. Maranhão, 1878 — Não vi este escripto, e por isso não posso dar della mais noticia.


Antonio da Rocha Vianna — Filho de paes muito pobres, nasceu na provincia da Bahia a 31 de agosto de 1822 e ahi falleceu a 13 de março de 1881, victima de uma peritonite.

Sendo presbytero secular, cujas ordens recebera em 1847, fez em Pernambuco o curso de sciencias sociaes e juridicas, recebendo o grau de bacharel em 1855; foi por muitas vezes deputado á assembléa de sua provincia; parocho collado da freguezia do Sacramento da Rua do Paço, desembargador da relação ecclesiastica, examinador synodal, lente de direito canonico do seminario archiepiscopal, advogado no fôro da capital e escreveu:

Compilação em indice alphabetico de todas as leis provinciaes da Bahia, regulamentos e actos dq governo para execução das mesmas desde 1835 até 1858. Bahia, 1859.

Compilação em indice alphabetico das disposições das leis civis brazileiras, e que regem materia canonica. Bahia, 1867,123 pags. in-4.°