Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/344

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
319
AN


Levara aquella noite a intrepida creança
Ao som da Marselhesa erguendo a barricada;
Vibrayam-lhe no olhar uns risos d'alvorada,
Suavíssimos clarões da luz de uma esperança.

Viera trabalhar trazendo ainda a lembrança
Da mãe que além deixara afflicta e desolada;
Vinha raiando a luz da argentea madrugada,
Quando ali começára a horrida matança.

Subito uma descarga ouviu-se; e na trincheira
A' rubra luz do fogo a mascula bandeira
Da republica ondeou garbosa ao vento, emquanto

Elle, de pé, saudava a França... Eis senão quando
Viram-no vacillar... depois cahir cantando:
Allons enfants ... a bala interrompera o canto.


Antonio de Souza Martins — E' natural da provincia do Piauhy, e formando-se em sciencias sociaes e juridicas na faculdade de Pernambuco, entrou na carreira da magistratura, serviu diversos cargos até o de desembargador, em cujo exercicio se acha na relação de Porto Alegre, como presidente da mesma relação; é do conselho de sua magestade o Imperador e escreveu:

Indice alphabetico das leis da provincia da Parahyba, publicadas de 1835 a 1874. Parahyba, 1875, in-4.º

Compilaçao das leis e dos actos do poder executivo em vigor no Brazil sobre recursos. Rio de Janeiro, 1879, 327 pags. in-8.º


Antonio de Souza Pinto — Nasceu na cidade do Porto, reino de Portugal, em 1843; veiu para a provincia de Pernambuco em 1858, e naturalisou-se cidadão brazileiro em 1875.

Durante quatorze annos exerceu nesta provincia o logar de sub-bibliothecario do gabinete portuguez de leitura e aproveitando as horas, que tinha de liberdade, pôde fazer o curso de preparatorios, e matricular-se na faculdade de direito em 1870, recebendo ahi o grau de bacharel em 1874, entregando-se depois ao exercicio da advocacia, em que se conserva. Escreveu:

Harpejos da mocidade: poesias. Recife, 1864.

Ideias e sonhos: poesias. Lisboa, 1872.

Echos democraticos. Recife, 1869 — E' uma composição poetica em alexandrinos, publicada sob o pseudonymo de Victor de Larra.

Theatro. S. Luiz, 1865 — Não vi este livro, e por isso não sei que composições theatraes contém elle, como seu titulo parece indicar.

A mulher perante a historia: conferencia publicada sob os auspicios da maçonaria pernambucana. Pernambuco, 1875.

A politica monarchica : conferencia feita no theatro de Santo Antonio em 21 de junho de 1880, e mandada publicar pelo club democrata do Recife. Recife, 1880.