Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/354

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


minario archiepiscopal; professor de philosophia em alguns collegios; pregador imperial, e notavel orador, occupava a tribuna quaresmas inteiras, sem que entretanto désse á publicidade, ou colleccionasse seus eloquentes discursos. Escreveu diversos artigos no Noticiador Catholico, e na Semana Religiosa da Bahia, e um

Compendio de phitosophia. Bahia, 18** — Não pude ainda ver este livro. Em nenhuma bibliotheca da côrte o encontrei, nem pude obtel-o do doutor S. Romero, que_ delle fez desfavoravel menção em sua Philosophia no Brazil.


Frei Antonio da Virgem Maria Muniz — Nasceu na provincia da Bahia, e recebeu as ordens de sacerdote regular na ordem dos carmelitas, si me não engano. Nada mais pude apurar a seu respeito e de sua penna só conheço um sermão, que é o seguinte:

Oração gratulatoria que no solemne Te-Deum celebrado no dia 2 de julho de 1843 recitou na cathedral da provincia da Bahia, etc. Bahia, 1843, in-4.º


Antonio Witruvio Pinto Bandeira e Accioli de Vasconcellos — E' natural da provincia de Pernambuco, e bacharel em sciencias juridicas e sociaes pela antiga academia de Olinda, cujo curso concluiu em 1851.

Muito cedo, nos bancos da academia, lhe amanhecera a vocação para a vida da imprensa, e depois de sua formatura teve ella theatro mais amplo: deu-se á imprensa politica, á imprensa social, á imprensa litteraria, quer em redacção singular, quer em collaboração de jornaes, e o instituto archeologico pernambucano, installado em 1862, é lembrança sua com a associação dos doutores José Soares de Azevedo, Joaquim Pires Machado Portella e Antonio Rangel Torres Bandeira e major Salvador Henrique de Albuquerque.

Por occasião de se crear o curso commercial pernambucano, em 1860, foi nomeado lente da cadeira de contabilidade, escripturação e operações commerciaes, deixando assim um logar, que exercia de escripturario e que obtievera por concurso, na thesouraria provincial, logo depois de ultimado seu curso academico ; em 1867 foi nomeado chefe de secção do consulado provincial, e em 1873 passou a inspector da thesouraria, logar que ainda exerce. Escreveu:

Lesghir: romance — No Album, revista scientifico-litteraria de cuja redacção fez parte, encarregando-se principalmente da secção litteraria.

Sessenta annos depois: romance — Idem. O assumpto é da historia de Portugal e sobre episodio de Alcacerkebir. Depois de alguns capitulos deixou de sair por cessar ao publicação do Album.

Tuliorato: romance, Pernambuco, 1850 — Nesta obra se desenvolve a these da influencia da localidade natal sobre o moral do homem em seus actos da vida pratica.