Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v5.pdf/124

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
120
JO

depois para o Rio de Janeiro, abraçou o funccionalismo publico, entrando como segundo official, na secretaria de justiça donde passou como primeiro para a secretaria da agricultura, commercio e obras publicas, e ahi foi elevado a chefe de secção. Antes, porém, da transferencia de repartição, convidado para fazer parte do quadro do serviço tachigraphico, serviu na camara dos deputados e depois no senado. Exerceu as funcções de official de gabinete de alguns ministros, como Souza Dantas e Visconde de Cavalcanti. Era official da real ordem da Corôa da Italia, sacio do antigo Instituto historico da Bahia e escreveu:

Epitome da historia do Brazil desde seu descobrimento até 1841 para uso das escolas. Bahia, 1854, in-8º — Teve diversas edições, com accrescimos. Assim a segunda, que abrange factos até 1857, é de 1860 com 426 pags. in-8°; a terceira é de 1864; a quarta, augmentada até a guerra do Paraguay, é de 1870; a quinta, até a conclusão desta guerra, é de 1873, com 527 pags. a sexta, de 1876,com 531 pags.; a oitava é de 1884, e a nona, de 1887, e ha outra revista, correcta e augmentada pelo litterato Raul Villa-Lobos, de quem hei de occupar-me, até a promulgação da constituição da Republica; é de 1892. As edições que seguiram á primeira são do Rio de Janeiro.

Tratado da eloquencia sagrada pelo cardeal J. Sufrier Maury, traduzido em portuguez. Bahia, 1850, dous vols. in-8°- Este livro foi adoptado para uso do seminario archiepiscopal da Bahia.

Importação de trabalhadores chins: memoria apresentada ao ministerio da agricultura, etc. Rio de Janeiro, 1869, 167 pags. in-4º — Acompanham a essa memoria, com o titulo de «Emigração chim », diversos documentos, como: Regulamento do governo hespanhol para a introducção de colonos chins na ilha de Cuba: cópia e traducção do contracto que se celebra entre o colono e o ensaiador, etc.

Tratado da cultura na canna de assucar por Alvaro Reynoso, traduzido do hespanhul e impresso por ordem do ministerio da agricultura. Rio de Janeiro, 1868, 317 pags. in-8º- Publicou-se sem o nome do traductor.

O fazendeiro de café em Ceylão, por Guilherme Sabonadière: publicação official do ministerio da agricultura. Rio de Janeiro, 1877, in-8.º

Dante Allighiere. A Divina comedia: Traducção. Inferno, Rio de Janeiro, 1888, 487 pags. in-8º - E’ uma publicação posthuma, feita pelo dr. Tose Luiz de Freitas, genro do traductor, da primeira parte apenas da grande trilogia, da epopéa christã do bardo florentino. Xavier Pinheiro traduziu vernaculamente para nossa lingua os 34 cantos do Inferno, os 33 do Purgatorio e os 33 do Paraizo. Artista como era