Página:Dom João VI no Brazil, vol 2.djvu/214

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


778 DOM JOAO VI NO BRAZIL

de artigos - - foices, machados, ferraduras, pregos, picaretas, etc. - - ; nao vingando mais tao promettedora industria n uma regiao em que a materia prima era mais do que co- piosa porque, segundo Eschwege mesmo explica e ja foi no- tado, os habitantes, acostumados a vida errante e aventu- rosa das mineragoes, desprezavam as occupagoes fixas e re- gulares.

Pois tao excellente conhecedor do nosso meio physico e moral e afoito expositor do que n elle se Ihe deparava, transmittiu-nos uma pintura de impressionar do tratamento dos indios brazileiros. N ella se revela Eschwege infinita- mente menos benevolo do que seus compatr iotas Spix e Mar- tius (que alias discutiam em especie, baseando-se sobre um exemplo isolado que por acaso fora o do seu conhecimento) para com os directores civis que substituiram na tutela dos aborigenes os missionarios, e que denotando, no dizer do ci- tado escriptor germanico, a maior avareza e doblez e es- quecendo os mais elementares deveres de humanidade para com a gente confiada a sua guarda, faziam-se servir pelos indios aldeiados como si fossem escravos, espancavam-n os, deixavam-n os espoliar, quando os nao espoliavam elles pro- prios, pelos colonos visinhos das aldeias. Estes, despojando os desgragados descendentes dos antigos senhores do solo das terras que Ihes tinham sido doadas e que occupavam, mal- tratavam-n os, roubavam-n os de tudo e nao rare ate os tru- cidavam.

Por sua vez os sacer dotes que ajudavam os directores leigos na tarefa administrativa, e que na gestao espiritual occupavam a successao dos Jesuitas, estavam longe de pos- uir o tacto e a mansuetude dos filhos de Santo Ignacio, exi-

�� �