Página:Dom João VI no Brazil, vol 2.djvu/233

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


DOM JOAO VI NO BRAZIL 797

duzindo o resultado visado, que era o socego fiel da provin- cia. Arcos procedeu em summa como general que era: si fosse homem de toga, teria talvez procedido como Cae- tano Pinto, que mesmo as denuncias mais fundadas despre- zou, ate ser tardio o tratamento do mal ainda que violento.

Pode ter-se como certo que a sedigao pernambucana tinha a sua ramificac.ao bahiana, e e possivel que a rapida acgao do conde dos Arcos, que tao grande desanimo local ge- rou, nao fosse extranha a preoccupagao de dissimular, ou antes fazer desapparecer, cahindo no vago e por fim no esqueci- mento, uns confusos projectos de conspiragao aristocratica, tendente si vera est jama a substituir um throno por varies thronos, e desconhecida a nao ser pela referenda indistincta de uma proclamagao do governo provisorio do Recife aos Bahianos. ( I )

Outro tanto, sem quiga os precedentes, aconteceria no Ceara, onde a missao do sub-diacono Alencar veio a gorar

��(1) O theor d este documento differe de resto em Muniz Ta- vares e em Mello Moraes (Jlistorio das ConslituiQoes) . sendo d oste a versao meio sybillina. Ha quern diga, e houve entao quern pensa-sse, quo a irevoliigao pernam hucana fora gerada em r>isboa certamente mis lojas magoTiicas devendo o rnoTimento sedicioso ser shnultanea nos dous iReinos e ter por O bjectlvo, a cam-ego, obrigar Dom ,Toao VI a voltar para Lisboa. Os Portnguezes reclamavam o sou Rei e as suas regalias, e os ]>ra/>ileiros (juc ja sonbavam com republica, ou p-elo incuos com indflpondencia, tmham a peito afastar o obstaculo principal ft proclamaQao dos seus prin cipios democraticos ou liberaes, I ode tambem suppor-se quo Arcos estivesse mettido ate certo ponto na conspira^ao no intuito, que vingoil mais tarde, de ficar como mentor do jovcn Regente Dom Pedro, ou melhor na esperanga de voltar a ser com mais esplendor o que era em 1808, o vice->rei, de uma nagao porem jn i eita, nao mais de uma colonia. Na aitmosphera particular de Pernam buco, em cuja com posigao entravaim a indisciiplina e o phi- losophismo, e tendo occorrido a ciixumstaixcia decisive do assassinato dos dous officiaes generaos. a solugao demagogica irromp-cu brusca- mrate, duplic^jido o furor de Arcos, a um tempo euganado nas suas smbi(,-(>s e wavergonhado, para o que procurava desabafo na in-ita- gfto, por se haver associado na origem a semel h antes conchavos per- turbadores.

�� �