Página:Dom João VI no Brazil, vol 2.djvu/240

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


S04 DOM JOAO VI NO BRAZIL

renga optimista rastejou antes do levante na inconsciencia, tomando reunifies de conspiradores por assemblers de ma- goes, achando-lhes ate graca e cerrando os olhos a factos inilludiveis, ao ponto de correrem no Rio boatos que em Pernambuco Caetano Pinto desconhecia e no emtanto diziam respeito ao seu governo, depois do levante a sua cordura foi quasi cobardia ( I ) .

Nao foi certamente seu exemplo que inspirou o conde dos Arcos, o qual, sem esperar instruccoes da corte, tomou logo na Bahia as providencias necessarias para a prompta repressao da sedicao visinha, adoptando uma attitude mili- tante e ate feroz, despachando a bloquearem o Recife o unico pequeno navio armado que tinha a sua disposigao e dous mais que obteve ou arrancou de particulares, e fazendo antes de decorrido o mez de Mar^o seguir um corpo, dispo-

��(1) "O Govern ado r Montenegro, logo no primeiro dia, refu- e em um dos fortes, cuja ponte levadiga fez levantar ; a vista de uma intimagao de render-se, escripta n um farrapo de pa pel e sem assignatura (o que nao e exacto, pois o ultimatum era Jirmado pclos cabecas), mandon abrir a porta, e foi conduzido directamente e sera o menor vexame para bordo do brigiie quo o trouxe aqui. Tendo re- clamado o seu dinheiro e routpas, a Junta imimediatamente ta-lo man- dou-Ihe cntregar, dixendo que assim procedia attendendo a sua inte- gridade pessoal, e que tudo teriam retido se elle houvesse roubado como os outros ; o seu dinheiro subia a 6.000 cruza dos." (Trad. elt. do officio de Maler de 28 de Mat-go de 1817).

" () capitao Thibaut, de La Louise, desde o primeko momento da insurreigao t-cve a gen ero si d-a.de de espontatieamente ir procurar o Go- vcrnador o de Iho offcrcctM- (5 canboes que tinha a bordo. polvora e toida a sua tripolagao para apoiar o partido real. Tendo este offereci- m-pnto sido a Cceito fez dosombarcar as pegas e al guns barris de pol vora ; mas, devido a covardia e pusillanimidade do Governador, este movirnento que poderia tcr animado os portuguezes foi inutil ; o ca pitao Tbibaut, vcndo-sc so (> sem o meiior apoio, teve- que voltar para bordo, c durante a noite seguinte poude apenas reembarcar parte dos sens canliocs o muniQoes." (Officio de Maler de 1 de Maio ; trad, na Rev. do Inst. Arcb. de Pern.) O immedlato de L Aridromaquc que fi- cara por do.cn te, offereceu pelo contrario seus servigos a as insurgen- tes, que o nomearam official do brigue entao armado.

�� �