Página:Dom João VI no Brazil, vol 2.djvu/268

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


832 DOM JOAO VI NO BRAZIL

ainda se nao reconciliara com a Hespanha diante do inimigo commum. Na divisao do Rio da Prata, Buenos Ayres Ihe pertenceria e Portugal ficaria com a Banda Oriental, objecto das suas seculares e justas ambigoes.

Quando a Inglaterra mudou de posigao na Europa e concomitantemente alterou seus pianos ultramarinos, teve o gabinete do Rio que reduzir suas cobiqas ao essencial. Foi entao, por occasiao da missao Curado a Buenos Ayres, que Linhares propoz abertamente a protecgao portugueza sobre a margem oriental do Rio da Prata tao somente, provocando ainda assim os protestos de Liniers junto a Princeza do Bra zil, a qual Ihe respondeu transmittindo palavras amigaveis do Regente, a quern ella e o Infante Dom Pedro Carlos, como representantes dos Bourbons d Hespanha, fizeram appello n um memorial publico.

Ficou ja indicado ser bem possivel que, intrigante e la- dina como era, tivesse Dona Carlota entrado n um conchavo, a principle, com D. Rodrigo, promettendo ceder Montevideo ao marido, caso obtivesse a realeza ou pelo menos a regencia dos vice-reinados hespanhoes, posto que se reservando men- talmente o direito de nao cumprir o accordo. Sua principal esperanga estava entao posta em sir Sidney Smith, seu. re- curso mesmo unico emquanto se Ihe nao offereceu o apoio mais seguro do proprio partido patriota que nos seus ini- cios a considerou a hypothese emancipadora de mais facil rea- lizagao.

N estas negociagoes platinas, as da primeira phase, o Rio figurou de principal scenario, nao sendo comtudo de ordina- rio mais do que o reflector dos successes que decorriam em mais grandioso palco. As questoes externas, ou antes de re-

�� �