Página:Dom João VI no Brazil, vol 2.djvu/439

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


DOM JOAO^VI NO BRAZIL 1003

Os arrabaldes aformoseavam-se d esse modo sem que porem melhorassem muito os rudes caminhos que a elles conduziam. O Cattete andava como outr ora, cheio de buracos que, depois de qualquer chuvada, se convertiam em vastas pogas d agua. A unica estrada cuidada- -e e mister nao exaggerar o qualificativo, - - era a de Sao Christovao, a mais frequen- tada tambem por causa da assistencia real. A visinhan^a da corte determinara alias a fundagao de apraziveis chacaras por toda aquella redondeza, merecendo favor e povoando-se gradualmente o Engenho Velho, o Engen ho Novo, a Tijuca e o Andarahy.

Em todas as festas da corte, avultavam as recitas de gala. N essa vida fluminense sem conforto mas com luxo, que este ja despontara quando aquelle ainda se nao organi- zara; sem distracgoes intelligentes mas com exhibigoes faus- tosas; atrazada e vistosa ao mesmo tempo, ellas se assigna- lavam por darem-lhe a nota mais apparatosa. As modas in- glezas e francezas tinham-se ido introduzindo e apurando o gosto, e as fazendas caras eram realgadas pela profusao de joias. Von Leithold diz que em parte alguma se podiam admrrar tantas pedrarias como as que constellavam as damas brazileiras que assistiam aos espectaculos, de toucados em- plumados, vestidos carregados de passamanes de ouro e prata e meneando leques decorados de perolas e de outras pedras finas.

Nao se tornara portanto o theatre terreno somente para incipientes manifestagoes politicas; entrara cada vez mais a ser o ponto por excellencia de reuniao social, sobre- tudo depois que a 12 de Outubro de 1813, anniversario

�� �