Página:Dom João VI no Brazil, vol 2.djvu/440

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


1004 DOM JOAO VI NO BRAZIL

riatalicio do Principe da Beira, se inaugurara no Rocio com o drama lyrico - - O juramento dos Numes - - e a pega dra- matica e patriotica O combate de Vimeiro - - o theatro de Sao Joao (mais tarde de Sao Pedro d Alcantara) mo- delado como tudo mais no Rio, edificio ou instituigao, pelos figurinos portuguezes, imitagao reduzida a sua fachada da do theatro de Sao Carlos de Lisboa.

No desbravado Campo da Lampadosa, uma vez le- vantado o theatro, comegaram logo particulares a construtr casas de residencia, Ficava-lhes assim ao pe da porta o diver timento fino da cidade, no qual estavam directamente interes- sados os maiores capitalistas fluminenses, pois que o theatro fora erguido por subscripgao, ficando cada subscriptor pro- prietario de um camarote. O organizador-^emprezario, Jose Fernandes de Almeida, alem d estas facilidades de capital que encontrou, usou a discregao de material transportado dos visinhos trabalhos de adaptagao da Se, comegada no largo de Sao Francisco de Paula, a Academia Militar fun- dada pelo tempo: mas ainda achou meio de ficar devendo ao mestre de O bras a madeira, a cal e as telhas.

Depois de comeqar a funccionar a nova casa de especta- culos, contribuia o Principe Regente com largas sommas para as despezas das representagoes officiaes nos anniversa ries da familia real, celebrados por meio de bailados ou gru- pos historicos, nos quaes veio a primar o talento de Debret, por bastantes annos empregado n esse servigo artistico, do que resultou ficarem perpetuadas em suas lithographias al- gumas das formosas allegorias choreographicas por elle ima- ginadas, compostas e ensaiadas. Nada comtudo Ihe chegando, solicitava o emprezario emprestimo sobre emprestimo dos accjonistas do Banco do Brazil, dando em hypotheca o edi-

�� �