Página:Dom João VI no Brazil, vol 2.djvu/454

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


1018 DOM JOAO VI NO BRAZIL

respeito as cousas mais espantosas da bocca do fallecido Be- zerra. Este coitado, todo entrevado, nao trepidava em en- contrar um novo Frederico Magno e 40.000 homens de guerra no Brazil com a mesma facilidade com que o Sr. conde dos Arcos encontrou depols na Bahia um exercito de Scipioes" (i).

O afastamento do Rei afigurava-se com boa razao a Portugal a causa capital dos seus infortunios, que mais acer- bos se tornavam cada dia. A situagao critica e inquietadora, classe alguma da socieda de escapava. Os negocios apcdre- ciam e a corte, quer dizer o soberano, notoriamente affei- goado a sua ex-colonia, accumulava as medidas nocivas aos interesses luzitanos e acirrava os ciumes ja azedos, collocando o exercito portuguez em pe de guerra por amor ao Brazil, restabelecendo por trez annos a contribuigao de guerra, a saber o quinto sobre todos os rerrdimentos e em todas as ci- dades, por causa do Brazil, dispondo successivos embarques de forc,as armadas e equipadas para servigo no Brazil ou servigo do Brazil (2).

Em 1817 tinham seguido 6.000 homens mais para a campanha do Sul e logo se pediram mais 4.000, quando, ao tratar-se de ida para a America, era necessario proceder a uma escolha individual porque nenhum soldado se deixava convencer de alistar-se voluntariamente, correspondendo sempre ao convite, cedo transformado em intimativa, um augmento nas desergoes. Fora por isso mister recorrer ao recrutamento forcado nas villas e campos, a principio discrete

��(1) Alhisao A pi-imeira prcclamagao aos Pern a mini canes :

" he men priinoiro dcvor assegurar-vos que a (lovisa dos IJahia-

nos ho fidelidado ao mais querido dos Reis e que cada soldadn da

Bahia sora hum Scipido ao ro.sso ?w7V) "

(2) OffLcio c ifrado do Losseps do 22 de Abril A? 1817.

�� �