Página:Dom João VI no Brazil, vol 2.djvu/530

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


1094 DOM JOAO VI NO BRAZIL

Coridescendendo a contra gosto, Dom Joao compare- ceu e renovou todas as declaracoes, repetiu todas as juras, confirmou todas as promessas, referendou todos os compro- missos e sanccionou todos os actos do seu herdeiro, acceitando anticipadamente qualquer Constituigao que viesse de Lisboa e que alii se acabava de acclamar na ignorancia do que pu- desse ser, na certeza em todo o caso para os militares euro- peus de que seria a tutela portugueza reimposta ao Brazil. Foi entao que se deu o conhecido episodio da marcha trium phal: n um enthusiasms delirante o povo desatrelou os ca- vallos e puxou a pulso, do Rocio ao Largo do Pago, o coche dentro do qual Dom Joao, succumbindo por fim a todas as angustias moraes dos quatro mezes passados, nao encontrou mais tensao nervosa para sustental-o e cedeu ao pavor, des- fazendo-se em pranto e quasi desmaiando.

No velho Pago, onde tantas horas feliz-es tinham desli- zado para elle, deu meio desacordado o Rei beija-mao geral e, por entre alegres luminarias e repiques de sinos, voltou de noite ao theatro para assistir a representagao de gala com a Cenerentola d-e Rossini. Maler, que no dia imme diate correu a palacio, encontrou o monarcha de vestes de cerimonia mas com os cabellos ainda despenteados e por empoar, e o aspecto mudado. "E sem duvida a primeira vez, mandava o agente francez dizer para Pariz ( I ) , que me approximei d este Principe sem Ihe descobrir na physiono- mia uma expressao de benevolencia : apenas encontrei, e mui manifestos, os estragos causados por quanto acabava de oc-

��correr.

��Entretanto pelo seu novo ministro dos negocios estran- geiros mandou o Rei declarar aos seus enviados na Europa,

��(1) Officio cit. de 28 de Fevereiro de 1821.

�� �