Página:Echos de Pariz (1905).pdf/79

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


europeus só se movem por interesses ou sentimentos europeus, e só por elles arrancam da espada.

Para as questões de colonias lá estão os congressos e os tribunaes de arbitragem. E uma senhora que ultimamente, n’um salão, considerava como a cousa mais pueril e mais grotesca que duas nações tão elegantes como a França e Inglaterra se batessem por causa de bichos tão feios como os siameses — estabelecia, sem o saber, a verdadeira doutrina do seculo. Quando a França, e a Inglaterra não vieram ás mãos por causa do Egypto, que é a joia do mundo, a terra entre todas preciosa, pela qual se têm dilacerado todos os povos desde o diluvio — não ha receio que jámais duas nações da Europa quebrem a doce paz por causa de interesses orientaes.

De sorte que todas as declamações dos jornaes sobre guerra são um mero desabafo de rhetorica heroica. E como não ha o menor perigo (e elles perfeitamente o sabem) de se chegar á boa cutilada, não é desagradavel, n’estes ociosos dias de verão, roncar d’alto, com o sobr’olho franzido, e a mão nos copos do sabre. Assim se vae gastando, com arreganho, alguma tinta — sem medo que se venha a gastar sangue.


✻ ✻ ✻


Em todo o caso, n’estas rivalidades coloniaes entre a França e a Inglaterra, eu penso que a Inglaterra tem, em principio, mais direitos. Quando ella se apo-