Página:Espontaneidades da minha alma.djvu/114

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

— 114 —

A mim que já esquecido
E descrido
Neste mundo de traição —
Quando d’amores sonhava
Accordava
Maldizendo a illusão!

Mas essa descrença antiga
Veio amiga
Em pura crença a mudar —
Ora já creio em amores,
Seus favores
Já me fazem palpitar.

Pulsar bem dôce e fagueiro
Lisongeiro
Ora me vem embalar —
Adeus ó tempos d’outr'ora
Que n’est’hora
Quero, quero deslembrar!

Vistam galas — mil louvores
E mil flores —
Vinde ó Nymphas espalhar —
Este dia do céu brotado —
Desejado
Vinde ó musas decantar!